Pin It button on image hover

Azevias Conventuais (recheio de ovos moles e requeijão)

Bom dia!
Cá estou de malas prontas para ir até ao Alentejo passar esta quadra, mas não sem antes vir aqui desejar a todas/os quantos me visitam e seguem, um Feliz e Doce Natal e deixar uma das receitas que não faltam na mesa de consoada da minha família, falo das azevias pois claro.

Nesta que fiz e mostro aqui hoje,usei dois recheios o de batata doce pela minha família muito apreciado logo depois das de grão, mas inovei um pouco e fiz também azevias com recheio de ovos moles que são a minha perdição mas com um toque especial...o requeijão.
É essa receita que aqui partilho hoje:


Azevias com Recheio de Ovos Moles e Requeijão 


 Massa para as Azevias

200 g de farinha sem fermento
30 g de manteiga Tété
1 colher de sopa de banha
1 pitada de sal
80 g de água morna
15 ml de aguardente


Tradicional
Peneire a farinha e coloque-a sobre a bancada. Faça um buraco no meio e aos poucos vá adicionando os restantes ingredientes. Amassar muito bem até ficar moldável e não pegajosa. Quando ganhar a textura desejada, estender com o rolo da massa até ficar bem fina

Na bimby
Colocar no copo a farinha, juntar a manteiga que deve estar derretida e programar 20 seg./vel. 6.
Volte a programar, desta vez a vel.3, enquanto vai deitando os restantes ingredientes e a água quente aos poucos, até verificar que a massa se solta das paredes do copo.

Envolver a massa em película aderente e refrigerar por cerca de meia hora no frigorífico.


Recheio
250 g de açúcar
150 g de requeijão Tété
8 gemas e 1 clara
Raspa de 1 limão
Canela a gosto
100 g de nozes picadas finamente

Levar ao lume o açúcar com água a cobrir e deixe que ferva até obter uma calda leve e xaroposa.
Retirar do lume e juntar o requeijão, previamente esmagado com um garfo.
Adicionar as gemas e a clara bem batidas assim como a raspa do limão.
Leve de novo ao lume, mexendo sempre e até engrossar.
Retire, junte a canela e as nozes picadas, mexa e reserve.

Estender a massa com o rolo até ficar bem fina. Cortar porções de massa com a ajuda de um cortador. No meio colocar o recheio. Humedecer as bordas com água e dobrar pressionando as bordas para que fiquem bem fechadas e unidas (eu usei um cortador de rissóis).

Numa frigideira colocar o óleo e fritar até que fiquem douradas dos dois lados. Escorrer bem da gordura colocando-as em papel absorvente.
Assim que arrefecerem, polvilhe as azevias com açúcar em pó e delicie-se.


Bolachas de Natal (Manteiga e Canela)

Natal cheira a lareira, a fritos, a crianças, a canela e a bolachinhas acabadas de sair do forno...


A Iara, um doce de menina e já tão prendada
 e que fez umas bolachinhas LINDAS!
Beijinho!
Estas são especiais pois foram feitas pelos meus filhotes mais novos o Martim e o João e ainda contaram com a ajuda preciosa de uma coleguinha do infantário do João, a Iara que quis cá vir também ajudar e fez questão de se querer deixar fotografar e aparecer aqui hehehe.

Foram utilizados vários moldes e variadas decorações e tudo pelas mãozinhas deles...
São por isso as bolachas perfeitas para fazerem com os vossos filhotes pois são bem simples de fazer e depois poderem presentearem os avós. Com um agradável sabor a canela, esta é a receita que vos apresento aqui hoje, neste post especial de Natal.




*Manteiga de Vaca Tété

100 g de manteiga de vaca Tété*
100 g de açúcar
250 g de farinha
1 colher de chá de fermento em pó
1 ovo.
3 colheres de chá de canela em pó
Açúcar e canela para enfeitar
ou com glacê:
300 gramas de açúcar em pó
1 clara de ovo
Sumo de meio limão




Bater a manteiga com o açúcar. Adicione depois o ovo e a canela, continuando a bater. Peneire  a farinha com o fermento e adicione à mistura de manteiga e ovos. Envolva em película aderente e leve ao frigorífico por 30 minutos. Esticar a massa entre duas folhas de papel manteiga com um rolo e cortar com um cortador de massa em forma rectangular. Polvilhe-as depois com a mistura de açúcar e canela.
Leve ao forno a 180 º por 15-20 minutos sobre um tapete de silicone ou folha de papel vegetal.

Assim que arrefecerem, cobrir as  bolachinhas com açúcar e canela...



Bolachas da Iara



...ou cobrir com glacê e para isso bata a clara e aos poucos vá adicionando o açúcar. Junte um pouco de sumo de limão e bata até conseguir um creme espesso.

Agora deixe à imaginação deles, decorarem as bolachas e tenho a certeza que vão ficar lindas.

 Bolachas do Martim e do João:


Beijinhos e Bom Domingo para todas/os!

Charniqueiros

Esta receitinha vem directamente do maravilhoso blog 7Gramas de Ternura  e serve para com ela participar no passatempo:

2º Aniversário do Blog e uma receita do 7gramas de Ternura!
 
... em que a querida Maria José nos propunha fazer uma receita que ela tivesse publicada no seu blog.
Escolhi esta ao calhas e pelo nome original e como sou uma grande gulosa, tinha de escolher algo doce. No entanto sublinho, que todas as receitas dela são deliciosas, visitem!




Charniqueiros


300 g de açúcar
100 g de farinha
50 g manteiga
2 ovos inteiros
1/2 litro de leite


Bater bem os ovos com o açúcar. Numa outra tigela, dissolva a farinha no leite, e bata com a ajuda de um fouet.
Leve a manteiga a derreter no microondas, e junte-a à mistura de ovos. Adicione depois o leite e misture bem.
Unte forminhas metálicas com manteiga e polvilhe-as depois com farinha.
Encha cad uma delas co o creme mas não demasiado (até 3/4).
Ligue o forno a 200º. Leve os bolinhos a cozer em banho-maria, no tabuleiro do forno, por cerca de 50 minutos. Se a água entretanto, evaporar, coloque mais.
Retire do forno, deixe arrefecer um pouco e coloque em forminhas de papel.
Assim que arrefecer polvilhe os charniqueiros com açúcar em pó.

Amiga espero que gostes, e confesso que aqui não duraram um dia pois era ver todos de roda do prato a lambuzarem-se com estas queijadinhas.
Uma vez mais parabéns ao blog pelo qual, sabes, nutro um grande carinho, assim como por ti...


Beijinho e Feliz Sexta-feira!

Barrinhas de Gengibre sem Glúten

Hoje trago-vos uma receita vinda do site do incrível Jamie e publicada um dia destes.
Desde que foi diagnosticado recentemente autismo ao meu filho João, que tenho vindo a tentar de tudo, de forma a melhorar a sua vida e o seu bem estar e falaram-me que era bem mais saudável para ele, uma dieta sem glúten. 
Fiquei por isso logo de olho nesta receita pois ele, como qualquer criança, adora um bolinho e este pode comer a vontade e olhem que adorou. 
Ficaram umas barrinhas de gengibre deliciosas, super fofas e perfumadas. Experimentem!






100 g de manteiga
100 g de açúcar mascavado escuro
150 g de maple Sirup
100 g de melaço
2 colheres de chá de raspas de gengibre fresco
2 colheres de chá de gengibre em pó
1 colher de chá de canela em pó
¼ colher de chá de cravo em pó
2 colheres de sopa de água de rosas (aqui usei 1 c. de agua de flor de laranjeira)
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
100 g de farinha de trigo sem glúten
1 colher de chá de fermento em pó
250 g farinha de amêndoas
2 colheres de sopa de sementes  chia
3 ovos, levemente batidos


Pré-aqueça o forno a 170º C.
Unte um tabuleiro de 35 por 25 centímetros com papel vegetal.
Derreta a manteiga num tachinho, adicione o açúcar mascavado, o maple sirup, o melaço, o gengibre, a canela e água de flor de laranjeira. Retire do lume e deixe arrefecer um pouco. Adicione depois os ovos e misture bem.
Peneire a farinha com o fermento em pó e junte na mistura e, finalmente, as sementes de chia. 
Vai ficar uma massa ligeiramente líquida mas e mesmo assim.

Despeje o creme na forma, levar ao forno por 20-30 minutos ou até que tenha a cobertura firme. 
Assim que arrefecer corte em quadradinhos e polvilhe com açúcar em pó.



Bife de Frango à Tété

Em todas as refeições, há um ou outro ingrediente que podem de facto fazer toda a diferença, isto a par da qualidade dos produtos utilizados claro está.
Na receita que vos trago hoje, e apesar de simples foi a manteiga que a tornou ainda mais deliciosa.
Falo das manteigas Tété que, além da embalagem linda e da excelente qualidade, tem um sabor delicioso e já não quero outras aqui em casa. Existe de Vaca, Ovelha e de Cabra.
Foi precisamente a manteiga de Vaca que fez toda a diferença neste prato e receita que vos trago hoje, daí o nome que lhe dei e que é merecido.


Bife de Frango à Tété

Manteiga Tété, para fritar os bifes (o suficiente para cobrir a frigideira)
6 bifes de peito de frango
Sal, pimenta e sumo de limão q.b.
30g de manteiga de vaca Tété
1 colher de sopa de vinho branco
Sumo de 1 limão
2 ovos
Farinha q.b.
Pão ralado
Queijo parmesão ralado
Alho e Salsa em pó
Brócolos cozidos
Puré de batata caseiro, para acompanhamento.


Comece por temperar os bifes a gosto.
Misture no pão ralado, o queijo, a salsa e o alho em pó.
Passe os bifes por farinha, ovo batido e depois pelo pão ralado e frite num pouco de manteiga (o suficiente para cobrir a frigideira).
Entretanto leve as 30 g de manteiga, o vinho branco e o sumo de limão ao lume e deixe que ferva e reduza um pouco.
No final e antes de servir, regue os bifes com o molho de manteiga e sirva com brócolos e puré de batata.



Beijinhos e uma Feliz Quarta-feira!

Profiteroles com Recheio de Mousse de Chocolate Branco Alsa



A Alsa já conta com mais de 30 anos de presença no nosso mercado e acreditem que é uma marca que me acompanha há muitos anos e tudo porque nem sempre temos tempo de fazer uma sobremesa mais caseira e as pressas são de mim inimigas.
Tenho quase sempre na despensa, as suas gelatinas, mousses, pudins e o delicioso arroz doce que esta marca produz e com muita qualidade. Alsa é portanto, é uma marca de referência quando se trata de querermos dar um final doce e feliz a qualquer refeição e que recomendo vivamente a experimentarem, caso ainda não o tenham feito.
Quando um dia destes, recebi alguns produtos Alsa como presente, escolhi uma receita diferente para usar um deles, a mousse de chocolate branco e que espero, vos agrade:


Profiteroles com Recheio de Mousse de Chocolate Branco Alsa 



250g de Água
100g de Manteiga
1 pitada de sal
1 pitada de Açúcar
160g de Farinha
4 Ovos Médios

Comece por preparar o recheio, batendo bem o conteudo do pacote da mousse de chocolate branco com as natas. Entretanto demolhe a folha de gelatina num pouco de agua, escorra-a e leve ao microondas a derreter. Junte ao preparado de mousse de modo a ficar bem envolvido. Reserve no figorifico.
Coloque no copo da bimby, a água, a manteiga, o sal e o açúcar e programar 5 min./100º/vel.1.
Junte depois a farinha e de uma só vez e programar 15 seg./vel.5.
Retire do copo base e deixe a massa arrefecer por cerca de 15/20 minutos.
Bata os ovos à parte e, com a bimby em funcionamento na velocidade 4, adicione-os aos poucos, através do bocal da tampa.
Retire e coloque a massa dentro de um saco pasteleiro e deixe que arrefeça um pouco.

Pré-aqueçer o forno a 180º C. Forre um tabuleiro com papel vegetal ou um tapete de silicone.
Disribua pequenos montinhos de massa e leve ao forno reduzindo agora a temperaura do forno para os 160ºC.
Leve ao forno por cerca de 35/40 minutos ou até que fiquem dourados.
Assim que arrefecerem, corte-os ao meio e recheie com a mousse reservada.


Dica: Para ficar uma sobremesa ainda mais deliciosa, e para ter uma cobertura sem ser de chocolate, cubra os profiteroles com uma calda de frutos vermelhos. 

Resta-me agradecer a Alsa o convite e os presentes recebidos e espero que gostem da receita e sugestão que vos deixo hoje, de forma a começar da melhor maneira, a nossa semana.

Beijinhos!

Bruschetta com Queijo Curado e Presunto

Esta é daquelas entradas que não faltam quando recebo os amigos ou a familia cá em casa. Basta alternar os ingredientes e não tem como agradar e surpreender.
Esta é uma das minhas favoritas:



Queijo curado Tété

Fatias médias de pão estilo Alentejano ou de centeio
2 dentes de alho
Fatias de Queijo curado Tété     
2 tomates verdes ás rodelas
Tiras de pimento vermelho
3 colheres de chá de azeite extra virgem
Sal e pimenta acabada de moer
Fatias finas de presunto, com a gordura removida





Torre ligeiramente as fatias de pão até que fiquem crocantes pois sempre vão amolecer um pouco, devido ao tomate e azeite com que vão ser regadas. Coloque o pão sobre um tabuleiro de ir ao forno e esfregue todas as fatias com os dentes de alho.
Cubra com as rodelas de tomate e regue com o azeite. Tempere de sal e pimenta.
Cubra com presunto e  fatias de queijo curado Tété e leve ao forno apenas até que o queijo se derreta.


Dicas:  Para uma bruschette perfeita e deliciosa use ingredientes simples mas que sejam de boa qualidade. 
É isso que vai fazer a diferença entre uma bruschetta boa e uma super deliciosa.

Brôa de Milho



Hoje sai um pãozinho de milho bem caseiro. Cada vez compro menos pão e, recorrendo à preciosa ajuda da bimby, temos um pãozinho amassado em pouco tempo. Depois é só deixar levedar, forno e aqui está o resultado:


Ingredientes para a massa de levedura:
100 g água
0,5 saqueta de fermento seco, cerca de 5 g
50 g farinha de trigo
1 c. chá de açúcar

Ingredientes para a brôa:
300 g água
300 g farinha de milho (usei a da Nacional)
30 g azeite
1 c. chá de sal
50 g farinha de trigo

Comecem por fazer a massa de levedura colocando no copo todos os ingredientes e programe 10 seg/vel 3. Retire e espere que dobre de volume.
Para a broa, coloque no copo a água e programe 3 min/100ºC/vel 1.
Adicione a farinha de milho e envolva 1 min/vel 3. Retire o copo da base e deixe arrefecer.
Quando a massa já estiver morna, junte então a massa de levedura, o azeite, o sal, a farinha de trigo e programe 4 min/vel espiga. .
Retire a massa, polvilhe com farinha, faça uma bola e coloque num tabuleiro polvilhado também com farinha e deixe que dobre de volume.
Leve ao forno pré-aquecido a 200ºC, cerca de 50 a 60 Minutos.


Não há mesmo desculpas para não fazermos o nosso pãozinho ou brôa, verdade?

Fonte: aqui

Beijinhos e bom fim de semana!

Caril de Peixe

Esta é daquelas receitas que repito vezes sem conta, adoro os sabores e o perfume que emana em cada garfada...
Para esta receita escolhi a Tintureira/Cação um peixe que aprecio imenso. Espero que gostem da sugestão.





























1 malagueta vermelha
2 colheres de chá de sementes de coentro
1 colher de chá de sementes de cominhos
3 sementes de cardamomo
1 colher de chá de paprika
1 colher de chá de grãos de pimenta preta
1 colher de chá de açafrão da Índia
1 colher de chá de sal grosso
Azeite q.b.
1 cebola
3 dentes de alho
2 colheres de sopa de vinho branco
5 postas de tintureira (ou cação)
1 lata pequena de leite de coco
400 g de camarão


Numa caçarola de fundo grosso, deite a malagueta, os coentros, os cominhos, o cardamomo e os grãos de pimenta preta e mexa sem parar em lume forte, durante 1 minuto ou até sentir os odores libertarem-se das especiarias. Triture tudo e junte depois o açafrão, a paprika e o sal até ficar uma mistura bem fina, reserve.

Coza os camarões e reserve a água.
Num tacho largo faça um refogado com a cebola e os dentes de alho, picados. Assim que alourarem junte o vinho branco e assim que ferver junte também a mistura de caril.
Deixe apurar, rectifique o sal e junte depois o peixe e um pouco do caldo onde cozeu o camarão (suficiente para o cobrir).
Assim que a tintureira estiver quase cozida junte o leite de coco até engrossar um pouco o caldo.
Sirva com arroz basmati e coentros ou salsa picada.




Tortilha de Esparguete

Quando a querida Maria João Clavel propôs no seu passatempo, uma receita com aproveitamentos, juro que  pús logo a cabeça a funcionar...Além disso, sendo também eu uma fã do Jamie e das suas receitas e o prémio da Maria João ser precisamente o mais novo livro "Poupe com Jamie" e que nos ensina a poupar a e reutilizar a comida, deixou-me ainda mais entusiasmada pois adorava tê-lo aqui na minha pequena biblioteca.

Aqui em casa, sendo nós seis à mesa, todos os dias aprendi a não fazer comida de modo a sobrar em muita quantidade pois estragar é contra os meus princípios e a verdade é que no outro dia, já quase ninguém lhe pega (vale-me ás vezes a minha imaginação).
Mas se há coisa que quase sempre sobra é a massa seja esparguete ou de outra qualidade, e esta foi a receita que me veio logo à cabeça pois é a forma que arranjei de a transformar num pratinho novo e ao mesmo tempo delicioso.
Maria João, espero que gostes e desculpa ser uma receita simples e a foto ter ficado um pouco a desejar, mas o facto de ter sido feita ao final do dia não ajudou.
De qualquer modo não quis deixar de participar...


Sobras de massa (usei uns restos de esparguete)
3 ovos e 1 gema
1 cebola picada
1 pitada de alho em pó
Sal e pimenta preta moída para temperar
1 ramo de salsa
Tiras de um pimento vermelho (opcional)
1 colher de sobremesa, de queijo parmesão ralado
Dica: Podem também adicionar restos de fiambre, ou presunto, chouriço e legumes que tenham no frigorífico e que queiram gastar.

Bata os ovos e tempere-os de sal, alho em pó e pimenta. Junte o pimento em cubos, a salsa picada e o parmesão e finalmente, deite na mistura, a massa que tenha de sobra envolvendo-a bem nos ovos.
Deite um pouco de azeite numa frigideira e leve a cebola a saltear até ficar transparente.
Deite a mistura de ovos e massa e cozinhe até que fique dourada de ambos os lados.
Sirva com uma salada!

Queijadas de Queijo Fresco

Cá estamos para mais uma semana. Por aqui comemora-se o meu aniversário de casamento. Já lá vão 24 anos e parece que foi ontem...
Em jeito de comemoração deixo-vos com estas fantásticas queijadinhas e que sabem tal e qual ás que comia tantas e tantas vezes em miúda.
Vale a pena experimentarem!



Ingredientes:

Massa:
150g de farinha
1 clara de ovo
30g de manteiga
2 c. sopa de água

Recheio:
3 queijos frescos pequenos Tété
150 g de açúcar
3 ovos + 1 gema
50 g de manteiga
1 colher de sopa de farinha
Raspa de um limão
1 pitada de canela


Misture todos os ingredientes para a massa e amasse até conseguir que fique com uma textura homogénea. Reserve por uns minutos.
Sobre uma superfície enfarinhada e com a ajuda de um rolo, estique a massa de modo a ficar bem fina.
Forre as formas de queque com rodelas da massa. Reserve.
Entretanto desfaça os queijinhos juntamente com o açúcar, até conseguir uma mistura cremosa. 
Adicione os ovos e a gema (um a um), batendo bem entre cada adição. Junte depois a farinha peneirada, a raspa de limão e uma pitada de canela.
Encha as formas mas não completamente, e leve a forno a 160ºC por cerca de 30 minutos.
Nos últimos 3 minutos suba um pouco a temperatura do forno, de modo a ficarem com  mais cor por cima.


Fonte da receita: aqui.

Beijinhos e uma feliz semana para todas/os!

Uma Marmita com um Segredo!

Um dia destes o meu filho mais velho pediu-me para lhe preparar um almoço que desse para levar com ele e que se comesse sem ter de aquecer. Como ele adora massas e como tinha os Segredos Massas da Margão para experimentar, preparei-lhe esta marmita e aquele Segredo, fez toda a diferença...



1 embalagem de massa (usei penne) 
1 molho grande, de brócolos
2 tomates 
1 pimento vermelho
1 ramo de salsa
1 colher de sobremesa bem cheia, de Segredos Massas da Margão 

Coza a massa seguindo as instruções da embalagem mas, na água de cozer, coloque a colher de sobremesa de Segredos Massas da Margão , escorra e reserve.
Entretanto coza os brócolos,  corte o tomate e o pimento em pedaços e pique a salsa.
Envolva na massa, os brócolos em pequenos raminhos, o tomate e o pimento e por fim polvilhe com a salsa picada grosseiramente.

Cestinhos de Requeijão e Espinafres

Uma ideia diferente de apresentar massa, com um delicioso recheio de requeijão aromático e espinafres, e que resultou numa entrada surpreendente.




6 folhas de lasanha
200 g de requeijão com Alho e Ervas Aromáticas Tété.
200 g de espinafres
Sal com Ervas do Mediterrâneo da Margão
e Pimenta a gosto
3 colheres de sopa de molho Pesto
50 g parmesão ralado
12 ovos de codorniz




Aqueça um pouco de azeite numa frigideira, junte os espinafres e cozinhe-os por alguns minutos. Tempere de sal e pimenta e adicione depois, o requeijão  Tété. esmagado, o parmesão e o pesto.
Entretanto coza as folhas de lasanha mergulhando-as em água a ferver por 1/2 minutos.
Corte cada folha em duas e coloque cada uma delas nas forminhas, untadas com azeite. 
Na mesma água onde escaldou as folhas de massa, e com ela ainda a ferver, coloque agora os ovos de codorniz a escalfar, retire e  reserve.
Em cada folha de lasanha, coloque agora o recheio até preencher metade.


Vai ao forno por 10 minutos a 220º C.
Sirva com o ovo de codorniz escalfado em cima.


Espero que gostem da sugestão.

Beijinhos e bom fim de semana!

Passatempo- Ganhem um Kit de 3 Bolos da Royal



Meninas, querem ganhar um delicioso Kit de 3 bolos Royal?

Claro que querem verdade? E eu tenho não um, mas 5 Kits para vos oferecer.

Então para se habilitarem a este prémio, basta seguirem as seguintes regras abaixo mencionadas:

1-Elaborem uma frase BEM ORIGINAL com as palavras “Receitas para a Felicidade" e "Bolos Royal” e escrevam-na aqui em resposta a este post (o original) ou aui no meu facebook: https://www.facebook.com/photo.php?fbid=489262507855385&set=a.114968978618075.19333.100003149218595&type=1
isto até ás 0.00 do dia 4 de Dezembro.

2-Caso tenham conta de facebook, devem também gostar da minha página Receitas para a Felicidade e/ou, serem seguidoras do meu blog http://www.receitasparaafelicidade.com/

3- Gostar da página da Royal https://www.facebook.com/SorrisosRoyal.

4-Cada participante, deve partilhar esta publicação (a original) no seu mural e de forma pública.

Tudo isto é obrigatório, (excepto se não tiverem conta de facebook), não esqueçam!


As 5 frases que eu achar depois as mais originais entre estas e as do meu mural, onde tenho também um post igual, ganharão um  Kit de 3 Bolos Royal (Bolo de Chocolate, Muffins e Brownie).


Encham-se de inspiração e arrisquem até ao dia 4 de Dezembro e depois no dia 5 de Dezembro, divulgarei aqui e no facebook quem são as/os 5 felizes vencedores!

É a Mondelez Portugal que está a oferecer os prémios para este passatempo (produtos da marca Royal), sem nenhum custo para mim.
Este passatempo não é administrado ou patrocinado pela Mondelez ou suas afiliadas, mas apenas pelo meu Blog Receitas para a Felicidade".


Importante: Passatempo válido para Portugal Continental e Ilhas.

Obrigada, e fico então à espera que se animem e participem e claro divulguem partilhando, este magnifico e doce passatempo.

Bochechas de Tamboril em Molho de Pimentão e Coentros


Pela primeira vez, experimentei bochechas de tamboril e isto deveu-se por ser um produto exclusivo das lojas Lusomar parceira deste blog.
Tive por isso o privilégio, de degustar um prato deveras delicioso.
Procurem as lojas Lusomar e comprem este produto e vão ver o bom que é.


Bochechas de Tamboril em Molho de Pimentão e Coentros

2 colheres de sopa, de azeite
300 g de Bochechas de Tamboril Lusomar (produto exclusivo das suas lojas)
1 colher de sopa, de farinha de milho
1 colher de sobremesa, de massa de pimentão
Metade de um pimento, em tiras
1 tira de tomate seco, em azeite
1 pitada de Segredos do Mundo India Margão
3 dentes de alho
1 colher de sopa, de molho de soja
1 colher de chá, de açúcar
1 talo de coentros, picados
50 ml de caldo de galinha

Passe levemente as bochechas de tamboril, pela farinha de milho.
Frite as bochechas de tamboril no azeite até ficarem ligeiramente douradas.Escorra da gordura e reserve.
Pique os alhos juntamente com os coentros.
Na mesma gordura onde fritou as bochechas junte agora os alhos e o coentro. Junte a massa de pimentão e o tomate seco e frite um pouco. Junte em seguida, os restantes ingredientes, tempere com Margão India e mexa de vez em quando.
Por último, coloque as bochechas de tamboril e misture bem.

 Decore com mais coentros picados e sirva de imediato.
Acompanhe com arroz branco.


Strudel de Alheira e Maçã/ Dia Um... Na Cozinha

Bom dia!
Hoje é dia um e, como tal, isso significa que é dia de mais um desafio:


Desta vez o tema escolhido foi o Strudel Salgado e para o rechear, escolhi as alheiras a maçã e alguns espinafres que tinha no frigorífico com pressa de serem gastos.
Resultou tão bem, tão bem, que vou ter de fazer mais vezes pois a maçã e a alheira fizeram uma combinação fantástica o que fez com que o strudel ficasse bem delicioso.
Aqui ficam as fotos (que não ficaram perfeitas) e a receita que foi baseada e inspirada nesta do Chef Henrique Sá Pessoa, a diferença foi que adicionei as maçãs...


Strudel de Alheira e Maçã

4 folhas de massa filo
Manteiga q.b para untar
1 cebola picada
1 dente de alho picado
2 alheiras topitéu, sem pele e esmagadas
100 g de folhas de espinafres
2 Maçãs reinetas em cubos
Azeite q.b.
Salada de rúcula para acompanhar






Faça um refogado com a cebola e o dente de alho picados. Assim que alourarem, junte as alheiras (retirada da pele e esmagadas), mexendo de vez em quando, de modo a ficarem envolvidas no refogado. Junte depois as folhas de espinafres e as maçãs em cubos. Assim que ambos amolecerem, retire do lume.


Estendas as folhas de massa filo com cuidado e unte-as, pincelado com manteiga. Coloque umas sobre as outras e no meio coloque o recheio. Enrole a massa e no topo faça pequenos cortes. Pincele com mais um pouco de manteiga e leve ao forno num tabuleiro untado, por cerca de 20/25 minutos a 180º C.


Beijinhos e tenham todas/os, um FELIZ DOMINGO!

Bolo de Cenoura e Baunilha com Cobertura de Chocolate

Hoje aqui em casa, é dia de festa (embora todos os dias o sejam). Mas hoje, festeja-se o aniversário do meu doce filho Henrique, que completa 19 anos.
Um dos ingredientes, tem de ser sempre o chocolate mas este ano pediu que a ele lhe juntasse também a cenoura e a baunilha.
Com a ajuda preciosa da Vahiné e com o meu amor na hora de o fazer, saiu este bolo muito simples tal como ele pediu.
Só espero agrade na hora de o cortarmos logo à noite e com ele nos deliciarmos em família.



250 g de cenouras
200 ml de óleo
3 ovos
1 vagem de baunilha Vahiné
300 g de açúcar
2 colheres de chá de aroma de baunilha (usei da Vahiné)
240 g de farinha
1 colher de chá bem cheia, de fermento em pó

Cobertura:
150 g de pepitas de chocolate (usei da Vahiné)
1 colher de sopa bem cheia, de mel
100 gramas de manteiga sem sal


Untar e enfarinhar uma forma redonda de bolo (usei a forma da Metalúrgica), reservar.
No copo da bimby, colocar o açúcar e pulverizar por uns segundos à vel. 5/7/9. Adicionar depois as cenouras ás rodelas e programar 10seg./Vel.6.
Colocar depois a borboleta e adicionar os 3 ovos e programar 5 min./Vel4.
Retirar a borboleta, adicionar o óleo, o aroma e a vagem de baunilha raspada e programar mais 15seg./Vel.4.
Por fim adicionar a farinha e o fermento, previamente peneirados, e programar 15 seg./Vel.3.
Leve ao forno previamente aquecido a 180º C, por aproximadamente 1 hora ou até que o palito saia limpo.

Entretanto prepare a cobertura:
Colocar no copo a manteiga e o mel e programar 2 min./70º/Vel.1. Juntar as pepitas de chocolate, deixar repousar uns segundos e triturar 1min./70º/Vel.5. 

Cubra o bolo com o ganache e enfeite a gosto. Eu optei, como sempre, pela simplicidade e, de modo a agradar a todos, vou servir metade com ganache e outra metade apenas com açúcar em pó.

Aqui fica uma fatia do seu interior:


Beijinhos e tenham um óptimo fim de semana!

Abóbora guisada com Feijão Preto e Tiras de Milho

Uma receita vegetariana mas que vos vai deliciar de tão perfumada e cheia de sabor..




2 colheres de sopa de azeite
1 kg de abóbora, descascada e cortada em cubinhos
1 cebola, cortada em cubos
3 dentes de alho picados
1/2 pimento vermelho sem sementes e em cubos
1 colher de chá de cominhos em pó da Suldouro
1 colher de chá de pimenta em pó Suldouro
1 lata pequena de feijão preto, lavado e escorrido
100 g de tiras snacks de milho  (tipo Doritos)
Coentros picados para polvilhar


Leve uma frigideira alta e larga ao lume com o azeite. Adicione as cebolas, o alho e o pimento vermelho e cozinhe por 2-3 minutos ou até que a cebola fique translúcida.
Adicione os cubos de abóbora, os cominhos e a pimenta em pó e tempere com sal e pimenta.
Vá mexendo ocasionalmente, até que a abóbora fique ligeiramente macia, 8 a 10 minutos.
De seguida adicione o feijão preto, as tiras de milho e misture bem.
Reduza o lume, polvilhe com queijo ralado (eu usei o que tinha no momento que era o mozarella).
Mantenha ao lume até o queijo começar a querer derreter.
Na hora de servir polvilhe por cima, coentros picados.