Pin It button on image hover

Creme de Beterraba e Leite de Côco com Queijo de Cabra

Quem passa pelo "Chilli com Todos"  não lhe fica indiferente aliás, dá vontade de ficar por lá.
O blog do Filipe fala de comida, tem receitas deliciosas e além disso fotografias fantasticas, capazes de nos deixar de água na boca.
Foi o caso deste creme de beterraba. Quando os meus olhos "cairam" naquela foto, fui de imediato para a cozinha e nem a falta do robalo (desculpa Filipe), me impediu de a fazer. Para o substituir, achei que ia cair bem também, um belo queijinho de cabra e assim fiz. 
As fotos, nem ao pé das do Filipe mas de sabor, e tendo eu todos os restantes ingredientes, imagino igual mas prometo assim que houver oportunidade a farei de novo e desta vez com o Robalo marinado em sumo de lima como a receita original e que vos convido a ir ver. 







1 fio de azeite 
1 cebola, picada
2 dentes de alho, picados
20 a 30 folhas de caril desidratadas
2 beterrabas, cortadas aos cubos
1 chilli vermelho, sem sementes, picado
1 pau de canela
2 vagens de cardamomo, apenas as sementes, esmagadas
1 colher de sopa de caril
400ml de leite de côco
200ml de água
Sal integral



3 filetes de robalo grandes, sem espinhas nem pele (não coloquei)
2 limas, raspa e sumo (usei só a raspa de uma para a decoração)
1 queijo de cabra (usei da Tété e que é uma delicia)


Temperar os filetes de robalo com um fio de azeite, raspa e sumo de uma lima. Reserve no frio. (saltei este passo por não ter o peixe)
Aquecer um fio de azeite num tacho grande. Refogar a cebola até ficar translúcida, juntamente com o alho e as folhas de caril. 3. Adicionar beterraba, chilli, canela, cardamomo e caril. Envolva tudo e deixe cozinhar 2 ou 3 minutos. 4. Acrescente leite de côco, água e uma pitada de sal. Cozinhe lentamente até a beterraba ficar tenra (20 minutos). Reduzir a puré. Se achar necessário adicione mais água para obter a cremosidade desejada. Confira o sal. Grelhar o peixe num grelhador bem quente, temperado com uma pitada de sal e regado com um pouco do líquido da marinada. 
Sirva o creme de beterraba com o peixe desfiado grosseiramente e finalize com raspa e sumo de lima.
Eu optei por decorar com folhas de hortelã e fatias de queijo de cabra e na hora de servir esfarelei um pouco mais.


Estava de facto uma delicia por isso, aqui fica o meu agradecimento ao Filipe por mais esta excelente partilha.

Texto e receita do Chilli com Todos





Fritos de Espinafre


Embora sendo um frito, o que não convém nada, adorei e depois, dias não são dias.
Quem se quer servir de um?




250 g de espinafre fresco, lavado
200 g de farinha 
1 cebola, em fatias bem fininhas
100 ml de água
1 colher de chá, de açafrão da Margão
2 colheres de chá, de sementes de cominho da Margão
1 colher de chá, de pimenta da Margão
2 dentes de alho, finamente picados
1 colher de chá, de sal
Óleo q.b. para fritar

Misture a farinha com metade da água numa tigela grande. A mistura deve ficar com uma consistência relativamente espessa mas se estiver demasiado, junte mais água aos poucos.
Aos poucos, junte na massa as especiarias, o alho, a cebola e tempere de sal.
Mexa novamente e adicione depois os espinafres, mergulhando as folhas de modo uniforme na massa. 
Aqueça um pouco de azeite ou óleo. Frite pequenas colheradas de massa até dourar de cada lado.
Acompanhe com molho de iogurte. 


Fonte da receita aqui

Crinkles de Amêndoa e Limão

Finalmente filhos de férias e com tantos gulosos em casa, não há desculpa ou melhor, todas as desculpas, são boas para fazer bolachas, verdade?
Ainda mais tentada a fazer quando a querida Manuela do blog Cravo e Canela - Uma Cozinha no Brasil, deu início à segunda temporada do Vamos Fazer Bolachas. Ora aqui estou então a participar e quem quiser, pode juntar-se também ao grupo que se criou aqui no facebook
O tema deste mês são as Crinkles e para variar das de chocolate, as mais conhecidas, optei por estas de limão e amêndoa e que, graças ao queijinho fresco, ganham uma textura ainda mais deliciosa, enquanto por fora são super crocantes. Experimentem!




200 g de farinha 
1 colher de sobremesa, de fermento Royal
100 g de açúcar
1 ovo
60 g de manteiga amolecida
1 queijinho fresco Tété
Raspa e sumo de 1 limão
50 g de miolo de amêndoa
Açúcar em pó para polvilhar

Na bimby:
No copo coloque a borboleta e deite a manteiga amolecida, o ovo e o açúcar. Programar 3 min./37 º/Vel. 3 e 1/2. Adicionar o queijinho fresco, a raspa e o sumo de limão e programar mais 3min./Vel.3 e 1/2, sem temperatura.
Finalmente adicionar a farinha e a amêndoa e ligar seleccionando a Vel. 4, até que tudo fique bem envolvido.

Modo Tradicional:
Bater bem a manteiga com o açúcar. Juntar depois o ovo, o sumo e a raspa de limão e o quijinho fresco.
Juntar a farinha peneirada com a amêndoa e o fermento e envolver bem, de modo a conseguir uma mistura moldável e homogénea.

Envolver a massa com pelicula aderente e reservar no figorifico por pelo menos 30 minutos.

Pré-aquecer o forno a 180ºC.
Formar pequenas bolinhas de massa. Passe as bolachas por açúcar normal e depois por açúcar em pó e leve ao forno por cerca de 10 minutos, colocando-as no tabuleiro com algum espaço entre elas pois sempre se estendem um pouco.






Retirar, e deixar arrefecer ligeiramente, antes de as transferir para uma grelha para que aí arrefeçam então por completo.







Beijinhos e uma boa semana para todas/os!