Pin It button on image hover

Boleima de Maçã e Figos

BOM DIA!
Esta minha adaptação da boleima da minha terra, é simplesmente fantástica. Se já era deliciosa, apenas com a maçã, imaginem agora o que será, se lhe juntarem também o recheio de figos de mel...

Por falar em coisas boas, elas devem ser repartidas, verdade? Por isso, embrulhei esta boleima, e vou agora a caminho do aniversário do nosso Barriguinhas que comemora o seu 4º aniversário.
Espero que ele goste assim como a nossa Lúcia, a autora por quem nutro muito carinho, admiração e estima por tudo o que tem vivido, ultrapassado e sobretudo, pelo que tem conseguido e sei, vai ainda muito longe, que ela bem merece.

Um beijinho amiga e todo o sucesso do mundo, sei que não sou de grandes falas e blá, blá blás, mas espero que entendas isso apenas como a minha maneira de ser, mas que estou sempre aqui e a seguir-te com muita amizade e com grande orgulho (já vão uns aninhos de convivência virtual, e espero um dia sejam reais e te possa dar um grande beijinho).


A receita já a tinha aqui, lembram-se?

Mas aqui fica de novo Lúcia:

500 g de farinha, sem fermento
200 g leite
160 g óleo
1 pitada de sal
100 g açúcar amarelo
Polpa de 400 g de figos
2 maçãs
Q.b. de canela e açúcar para polvilhar

Na bimby:
Deitar no copo da bimby, o leite, o óleo, o açúcar, o sal e a farinha. Programar 3 min. / vel. 3.


Tradicional:
Mexer muito bem com as mãos todos os ingredientes e vai-se acrescentando mais farinha (se necessário), até tender.
Untar com manteiga e polvilhar com farinha, um tabuleiro rectangular, de ir ao forno.
Pré-aquecer o forno a 180º C.

Dividir a massa em duas partes e estender uma delas numa superfície enfarinhada, com a ajuda de um rolo. Colocar a massa, bem fininha, estendida no tabuleiro e calcar com a ponta dos dedos de forma a ficar bem estendida e fina. Polvilhar, generosamente, com açúcar e canela.
Cortar as maçãs em fatias finas. Lave bem os figos e retire a sua polpa.
Colocar a fruta sobre a massa. Polvilhar  com mais um pouco de açúcar e canela.
Estender a restante massa, e colocá-la por cima das maçãs e figos.
Calcar ligeiramente com a ponta dos dedos, polvilhar de novo com açúcar e canela e, ainda em cru, cortar a massa aos quadrados (tipo doses individuais).
Levar ao forno por cerca de meia hora, ou até ficar douradinha e a vosso gosto.




Beijinhos e umas feliz Quinta-feira para todas!

Rubrica "Por Detrás do Blog"





Bom dia!
Hoje venho com mais uma rubrica "Por Detrás do Blog" .


Mais um que admiro imenso e desde sempre. Tanto pelos textos bem escritos e ensinamentos maravilhosos, que os transforma em verdadeiros tesouros, como pelas fotos que nos deixam sempre de "água na boca". Confesso aqui publicamente, uma "inveja" saudável, do trabalho admirável, desta talentosa fotografa e blogger.










Falo de.... Helena Gama de Almeida


...a pessoa "por detrás do blog":



Nasceu em Lisboa onde viveu até 2011.
Nos últimos 3 anos morou no Brasil, em São Paulo. Actualmente vive em Salvador da Bahia e é fotógrafa freelancer



1-Como surgiu o blog na tua vida Helena? Fala um pouco sobre ele e do que significa para ti. 



Numa fase sem motivação profissional e para me manter feliz, procurei algo que me desse prazer: cozinhar. A sugestão veio de um filho designer ao pedir-lhe umas folhas bonitas para compilar receitas. No inicio apenas isso. Já era uma apaixonada por fotografia mas não de comida.O interesse cresceu e aprimorei esta vertente.
Ultimamente tenho quebrado certos tabus através da escrita, falando de sentimentos e pessoas queridas.No início era impensável fazê-lo.

Sabores de Canela
2- De que forma ele mudou a tua vida?


Penso que vivo no Brasil em parte devido a ele. A previsão do aprofundamento da crise na construção e o facto de trabalhar em part time como food photographer, foram decisivos nesta mudança.Nunca me ocorreu mudar de vida até surgir o primeiro trabalho através do blogue. Aproveitei a proposta da multinacional em que o Miguel trabalha para fazê-lo. Despedi-me de um trabalho intenso em obra  (hoteis,Expo, estádios, Freeport, etc) que durou 19 anos.
Como alguém me disse, não é por acaso que estou aqui hoje. No Brasil, faço o que gosto e tenho o que mais me faltou na vida: tempo :)



3- Quais os aspectos positivos e negativos de ter um blog?


Positivos
Boa forma de desenvolver um processo criativo unindo escrita, fotografia e comida.
Conhecer algumas pessoas que se transformam em amigos.
Saber que é útil para os meus filhos e amigos quando cozinham e para outras pessoas.
Negativos
A louça suja e a quantidade de "parcerias" e convites que chegam.






4- Que prato cozinhas mais vezes, seja pela simplicidade ou porque simplesmente adoras e te faz a ti e aos outros, feliz? 



Aqui em Salvador, salmorejo ou gaspacho, que na verdade não chega a ser cozinhado. Sacia e hidrata portanto é eficaz para o calor. No Inverno em Portugal e São Paulo, a sopa de tomate e manjericão com ovo escalfado pela simplicidade de ingredientes.










5- Que receita ou ingredientes, nunca experimentaste e recusas comer? 

Não é hábito dizer nunca, mas vou arriscar para as baratas fritas, apesar de já experimentado formigas numa farofa ;)



6- Se tivesses que escolher a ementa perfeita, para um dia feliz, com amigos e família, o que escolherias? Elabora um pequeno menu.



O que família e amigos realmente apreciam

Entradas
Pate de atum
Empanada galega
Compota de cebola roxa com chevre

Pratos
massada de pescada e camarão
lulas recheadas

Sobremesas
Cheesecake
Espuma de iogurte e frutas
Torta de Azeitão



7- Que receita ou receitas, mais prazer e orgulho te deram fazer até hoje, ou têm para ti um significado especial. Porquê?



A tarte de amêndoa e o Polvo à lagareiro

A primeira impressionou a minha vizinha Aparecida em São Paulo e os seus familiares de tal forma, que passou a ser o pedido sempre que havia uma festa na sua casa. Deixei a receita e sei que várias gerações da família a preparam :)
http://www.saboresdecanela.com/2012/10/tartes-de-amendoa.html

O Polvo à lagareiro é sempre elogiado pelos amigos espanhóis que conheci em São Paulo e tão bem sabem cozinhar o polvo.

Só fora de Portugal senti algo mais do que satisfação: o orgulho de cozinhar pratos do meu país explicando um pouco da nossa história.




8- Ao longo da tua vida e enquanto blogger, de onde tens recebido influencias ou em quem te inspiras? 



A maior influência veio do meu pai, responsável pela minha educação alimentar
No que toca ao gosto tenho alguns chefs preferidos, como a Silvena Rowe e o Yotam Ottolenghi e procuro receitas não apenas nos seus livros mas em todos os que trouxe comigo (uns 200).Ou invento com ingredientes adorados que tenho em stock ou que a curiosidade me leva a comprar.
Visualmente a inspiração (mesmo inconsciente) vem de tudo o que me rodeia. Como visito poucos blogues crio uma certa imunidade a modas ( a que sou avessa confesso), mas compro muitos gadgets, louças e objectos de design irresistíveis aos meus olhos.



9- Que projectos ou desejos tens, e que gostarias ainda de concretizar?


Voltar a viver em Portugal daqui a alguns anos.



 Curiosidades:

Que ingredientes não te podem faltar:



No quintal-ervas aromáticas (acrescentei eu)
Na bancada-tomate coração de boi ou chucha (acrescentei eu)
Na despensa-farinha de mandioca, frutos secos, especiarias e tintos maduros.
No frigorífico- peixe fresco, queijos e vegetais
No congelador-massa filo, frutos vermelhos, salmão fumado(aqui só existe congelado) e a taça dos gelados.
Na fruteira-manga palmer, abacaxi, mamão, caqui chocolate (no Brasil)
Laranjas bahia, ananás dos Açores, morangos, cerejas e romãs (em Portugal)
Na vida- justiça e confiança



"Palavra puxa palavra"



Detesto...detestar
Adoro...ter tempo
Vicio...café ou chocolate negro ( não consigo escolher)
Defeito...perfeccionista 
Qualidade...resiliente ( será uma virtude?)
Paixão...culturas diferentes
Viagem...a próxima
Livro...muitos 
Restaurante...vários
Ingrediente...tomate
País...O meu 
Cidade...Lisboa
Chef...Silvena Rowe 
Personalidade...lamento mas nunca tive ídolos.

Obrigada querida Helena por teres aceite o meu desafio. Um grande beijinho com muita admiração e estima e que continues por muito tempo a inspirar-nos com o teu blog.
Quanto a vós, mais uma vez muito obrigada pelas visitas e comentários. Espero que tenham gostado de mais esta entrevista e fica o convite para que viagem pelo "Sabores de Canela".

Limonada de Groselha


Uma limonada super refrescante para dias quentes...




3 limões
100 g de groselhas
Açúcar e água q.b.

Esprema o sumo aos limões e deite no liquidificador.
Junte as groselhas, um pouco de açúcar e água a gosto e triture.
Sirva bem fresquinha, depois de coada.