Pin It button on image hover

Bundt Cake de Abóbora com Cobertura de Glacé de...Abóbora



Este ano, decidi juntar-me a esta iniciativa do blog "I love Bundt Cakes"  e fazer um bundt exclusivo para esta data. Foi uma estreia também, no principal ingrediente deste bolo: a abóbora que nunca antes havia usado em bolo. Normalmente gasto em pratos de vegetais, assados, na sopa, em estufados e nos doces como os sonhos de abóbora mas desta vez decidi-me como disse, numa estreia em bolos.
E não é que resultou super bem?
Ficou um bundt bem fofo e delicioso, tanto que já o fiz de novo, e a pedido de todos sem excepção.
Espero que gostem também da minha estreia de bolos com abóbora e experimentem esta receita fabulosa.






Bundt Cake de Abóbora com Cobertura de Glacé de Abóbora





300 g de farinha
280 g de açúcar
4 ovos L
1 c. de sobremesa de canela
1 c. de chá de bicarbonato de sódio
1 c. de chá de fermento Royal
1 c. de chá de sal
Meia cháv. de manteiga sem sal, amolecida
Meia cháv. de azeite
1 cháv. bem cheia, de puré de abóbora
4 c. sopa de iogurte grego

Cobertura:
1 c. sopa de puré de abóbora
Meia cháv. de açúcar em pó
1 c. sopa de leite 
1 c. de sopa de margarina liquida (usei da Vaqueiro)
1 pitada de canela

Pré-aqueça o forno a 180ºC.. Unte a forma com manteiga e reserve.
Bata o açúcar com as gorduras, até que consiga uma mistura bem cremosa.
Junte os ovos, um de cada vez, batendo bem, entre cada adição.
Adicione depois o puré de abóbora, o iogurte e misture de novo até ficar uma mistura bem
homogénea.
Peneire a farinha com a canela, o fermento, o bicarbonato e a pitada de sal e depois, e aos poucos, vá adicionando à mistura, batendo delicadamente e apenas para envolver.
Deite o preparado na forma e leve ao forno por 45/50 minutos.
Deixe arrefecer por uns minutos e só depois deve desenformar.

Para o glacé, basta juntar o açúcar em pó com o leite, a abóbora, a canela e a manteiga.
Bata bem e, depois do bolo estar frio, regue-o com esta cobertura.





Beijinhos e votos de um Feliz Fim De Semana!

Vitela Estufada com Massa


Dias frios, faz apetecer comidas quentes e reconfortantes e é assim que descrevo esta simples receita e que nada tem que saber...




Cubos de vitela, própria para estufar
1 cebola, picada
2 dentes de alho, picados
1 folha de louro
1 cálice de vinho branco
Azeite
Sal e pimenta q.b.
400 g de massa
1 c. de sopa de concentrado de tomate


Coloque um tacho ao lume com o azeite, a cebola e os alhos picados. Assim que dourarem, junte os cubos de carne e deixe que alourem bem, mas sem deixar queimar.
Refresque depois com o vinho branco, junte o concentrado de tomate e tempere de sal e pimenta. Reduza o lume e deixe estufar até que a carne fique tenra.
À parte, coza a massa escolhida, em bastante água e temperada de sal e um fio de azeite.
Assim que estiver "al dente" retire e escorra mas reserve alguma da água.
Deite a massa escorrida no tacho da carne e envolva bem para que se misturem os sucos. Se achar seca junte então um pouco da água reservada onde cozeu a massa.
Sirva de imediato!

Rubrica "Por Detrás do Blog"




A minha convidada de hoje dispensa apresentações, mas era obrigatória a sua presença aqui, neste meu humilde espaço.
Sigo-a desde sempre, e atrevo-me carinhosamente a chamá-la de "nossa" Donna Hay, pelo seu estilo descontraído, simples e receitas também elas simples, fáceis e nada complicadas.
Adorei quando aceitou o meu desafio e ao querer deixar aqui, algumas curiosidades sobre si.
Espero que gostem também!











Falo de Joana Roque...



...a pessoa "por detrás do blog":


35 anos, de Coimbra e a viver, desde sempre em Coimbra. Mãe a tempo inteiro, blogger e autora de livros de culinária nas horas vagas.



1-Joana como surgiu o blog na tua vida? Fala um pouco sobre ele e do que significa para
ti.

O blogue surgir na minha vida muito naturalmente, em 2006, como uma forma de partilhar as receitas que se fazem cá por casa e o meu amor por cozinhar.
E para mim o blogue é um prolongamento de mim, da minha vida e da minha família, e que me permitiu alcançar muitas coisas boas.

2- De que forma ele mudou a tua vida?

No meu caso o blogue revolucionou a minha vida. Deu-me a conhecer pessoas fantásticas e a ter a oportunidade de publicar um livro de cozinha. (Que entretanto já vai no quarto!).

Feito em Casa


3- Quais os aspectos positivos e negativos de ter um blog.

Positivos:
a partilha, as pessoas que se conhecem,os conhecimentos novos que adquirimos, o desafiarmo-nos a nós mesmos, o querermos fazer mais e melhor.
Negativos: as pessoas com dor de cotovelo e os comentários desagradáveis e maldosos que por vezes surgem.


4- Fala-me um pouco dos teus livros, como surgiu o convite e a oportunidade e
como e para quem, foram pensados.

O convite para o primeiro livro surgiu da forma mais natural possível. Um dia, ao abrir os emails, tinha uma mensagem de uma editora a dizer que queria falar comigo sobre essa possibilidade. Os livros foram sempre pensados para quem cozinha todos os dias, para a família e para os amigos, e que quer receitas simples, rápidas e com ingredientes que estejam ao alcance de todos. Os livros foram sempre pensados tendo como base receitas que vamos mesmo fazer e que queremos mesmo fazer. Não apenas para passar a página e desistir ao fim de meio dúzia de linhas ou porque são receitas muito extensas, ou porque desconhecemos a maioria dos ingredientes.


5- Que prato cozinhas mais vezes, seja pela simplicidade ou porque simplesmente

Sopa de Abóbora com Coco e Malagueta

adoras e te faz a ti e aos outros, feliz?
Uma pergunta muito difícil. Não repito muito receitas, ou pelo menos nunca as repito da mesma maneira. Mas o frango assado pelas suas inúmeras variações, as natas do céu, uma das sobremesas favoritas do Miguel (o meu marido) ou a sopa, que nunca falta cá em casa.











6- Que receita ou ingredientes, nunca experimentas-te e recusas comer?

Ostras. Não sou capaz de comer tal coisa! E também não sou grande apreciadora de fígado e outras miudezas do género….


7- Se tivesses que escolher a ementa perfeita, para um dia feliz, o que escolherias? 

Bolo Cremoso de Chocolate e Curgete
Uma entrada com queijo. Um prato principal de inspiração asiática, provavelmente com camarão
E uma sobremesa com chocolate.


















8- Que receita ou receitas, mais prazer e orgulho te deram fazer até hoje, ou têm
para ti um significado especial. Porquê?


Não tenho assim um apego grande a receitas. Mas as receitas que me foram
ensinadas pela minha avó e às quais sou incapaz de mudar uma vírgula e que serão sempre as receitas delas, como o bolo de laranja.













9- Ao longo da tua vida, enquanto blogger de cozinha, de onde tens recebido
influencias ou em quem te inspiras?

Da minha avó Cila e da minha mãe. E de pessoas que admiro como a Donna Hay, a Ina Garten, a Martha Stewart, a Nigella, o Jamie, o Nigel Slater, o Gordon.…
E alguns blogues estrangeiros e nacionais.

Wraps de Camarão com Salada de Abacate



10- Que projectos ou desejos tens, e que gostarias ainda de concretizar?

Muitos projetos e desejos… muito pouco ligados ao blogue. Falando de desejos
culinários - uma cozinha maior, um forno duplo, uma kitchen aid, um forno a
lenha. E gostava muito de trabalhar na cozinha de testes da Donna Hay - mas isso
não passa mesmo de um desejo.


Curiosidades:

Que ingredientes não te podem faltar:

...na despensa- leguminosas, farinha e açúcar
...no frigorífico- ovos, queijo e legumes
...no congelador- gelado de baunilha, legumes e frutos vermelhos
...na fruteira- bananas, maçãs e limões
...na vida- amor, amizade, honestidade e valores.


"Palavra puxa palavra"
Detesto…peixe cozido
Adoro… o meu filho
Vicio…ser feliz
Defeito...muitos
Qualidade...Honestidade
Paixão...cozinhar
Viagem...Australia
Livro… Feito em Casa
Restaurante…Os que ainda não fui
Ingrediente...ovos
País… Portugal
Cidade…Barcelona
Chef…Vitor Matos
Personalidade… Donna Hay

Obrigada uma vez mais querida Joana por teres aceite o meu desafio, adorei ter-te aqui como entrevistada e convidada e ter o prazer de saber um pouco mais de ti.
Quanto a vós, que acharam de mais esta deliciosa entrevista? Fico à espera de saber tudo com os vossos comentários!

Lemon Posset / Natas Cremosas com Limão

Por aqui persiste a falta de tempo para me dedicar mais ao blog e a visitar e comentar os vossos cantinhos e blogs também mas, como devem calcular, a família está primeiro e o João a precisar imenso de mim. Terapias semanais, a escolinha, as consultas enfim não é fácil gerir tudo isto. Dirão vocês ah mas nós também temos filhos, sim claro que sim mas, e só me compreenderá melhor, quem tem um filho autista como eu tenho e que apesar de algumas melhorias já notórias, ainda e imagino que sempre, precisará de mim, de nós família, para o ajudar em todas as dificuldades que a vida lhe apresenta...


Mas hoje não é de dificuldades que quero só falar, em contraste, trago-vos sim uma receita que não podia ser mais fácil e que se faz com apenas 3 três ingredientes. E, como num golpe de mágica, conseguem, em pouco mais de 5 minutos, um creme delicioso que mais não é do que uma coalhada
.





2 pacotes de natas
2/3 de uma chávena,de açúcar 
5 colheres de sopa, de sumo de limão




Leve ao lume, as natas com o açúcar, mexendo até que este se dissolva. Não deixe que ferva, mas deixe ao lume por aproximadamente 5 minutos, mexendo sempre.
Retire do lume e junte de imediato, o sumo de limão. Deixe que arrefeça por uns minutos e só depois coloque em taças.
Leve ao frigorífico por pelo menos 2 horas, ou até que as natas endureçam.



Sirva como base para pudins (adicionando outros ingredientes como frutas e compotas) ou recheio de tortas e bolachas. 
Eu não resisti, e recheei algumas shortbread´s, com este creme de limão...



Beijinho e uma Feliz Terça-feira