Pin It button on image hover

Açorda de Poejos


O Outono já começou,  as noites já arrefecem, e especialmente à noite, as comidinhas quentes e reconfortantes, já apetecem cada vez mais.
É o caso desta açordinha, deliciosa e tão perfumada.
Serviu na perfeição para confortar a alma e ao mesmo tempo matar saudades do meu Alentejo...





Ovos q.b.
2/3 dentes de alho
Fatias de pão Alentejano (usar pão de véspera)
1 molho de poejos Aromáticas Vivas






Comecem por picar os poejos com um fio generoso de azeite, 3 dentes de alho e sal q.b. Reserve.
Num prato de servir, disponha as fatias de pão Alentejano. Reserve.
Leve ao lume, a água suficiente para os pratos que quer servir e deixe ferver. Deite na água em ebulição, os ovos suficientes para os escalfar.
Deite a água suficiente sobre o pão,  coloque a mistura de poejos e por cima os ovos escalfados.
Sirva de imediato!



7 comentários:

  1. Merhabalar, ne kadar güzel görünüyor. Ellerinize sağlık.

    Saygılar.

    ResponderEliminar
  2. Por incrível que pareça nunca comi açorda se a memória não me atraiçoa.
    bjinho

    ResponderEliminar
  3. aiiii que comida reconfortante!! Gosto muito!! Beijinho!

    ResponderEliminar
  4. Adoro açorda! Cá também lhes chamamos assim (sei que em algumas zonas é sopa alentejana)! De poejo nunca comi mas deve ser muito bom! Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Que maravilha Mariana,
    Esta vai para a minha lista. Não que aqui encontre poejo, mas porque poderei adaptar e reconfortar-me com combinações que adoro!!!
    Beijinhos grandes,
    Lia

    ResponderEliminar
  6. que boa sugestão!
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  7. Essas tuas comidas para mim são novidade, mas parecem tão boas :)

    ResponderEliminar