Pin It button on image hover

Sopinhas de Hortelã

Não conheci a minha avó materna, para grande pena minha pois imagino-a uma pessoa incrível.
Conta a minha mãe, que era uma mulher de muita coragem (deu á luz 13 filhos), cheia de força e muita garra. Trabalhou sempre no campo, ao mesmo tempo que cuidava dos filhos. Vem a morrer, no ultimo parto, que trouxe sérias complicações e a que ela infelizmente não resistiu..
A minha mãe era na altura uma adolescente, e como se viviam tempos muito, mas mesmo muito difíceis e vendo-se o meu avô com tantos filhos para cuidar sozinho, entregou as filhas (a minha mãe incluída) a um lar de freiras e os rapazes ficaram com ele para o ajudar no campo. Mas sempre muito unidos e sempre em contacto uns com os outros pois podia não haver dinheiro mas havia muito amor...
Tempos árduos aqueles e diz-me a minha mãe, que estas "Sopinhas de Hortelã",  eram muitas vezes o seu jantar.


Tigela de servir Oficina da Formiga





1 molho grande de hortelã Aromáticas Vivas
Restos de pão duro, em pedaços
Água a ferver q.b.
Azeite q.b. Casa Soares de Albergaria
2 dentes de alho, picados
Sal q.b.







Corte o pão em pedaços e coloque na tigela onde vai servir a sopa. Pique os dentes de alho.Reserve.
Leve ao lume, água temperada de sal, a suficiente para os pratos que quer servir.
Regue o pão, com a água a ferver e junte um fio generoso de azeite e salpique com os dentes de alho, picados. Junte as folhas de hortelã e sirva de imediato.



Receita dada pela minha mãe e que era uso no meu Alentejo, em tempos de fome e muitas dificuldades.


5 comentários:

  1. Fiz essa sopinha segunda-feira! Adoro e os meus filhos também gostam muito!

    ResponderEliminar
  2. Não conhecia estas sopas! Mas adoro coisas assim... Simples e que nos aquecem estômago e coração!

    ResponderEliminar
  3. E essas sopinhas continuam a ser das preferidas do meu avô :)
    Tão simples e tão boas!
    Beijinhos
    Ana Costa || Petiscana

    ResponderEliminar
  4. Gosto muito e junto sempre um ovinho escalfado, bjs.

    ResponderEliminar
  5. Fiquei triste com a história, realmente a tua avó parece uma pessoa de coragem! Pena não a teres conhecido...
    Essa sopa está mesmo confortável, perfeita para dias chuvosos :)

    ResponderEliminar