Pin It button on image hover

Biscoitos de Limão

A Vaqueiro desafiou-me, e eu não resisiti nem  a experimentar a nova Vaqueiro sabor a Manteiga e nem a fazer estes deliciosos biscoitos de limão, receita que se encontra no seu site aqui.
A manteiga tem uma textura mais cremosa e com o sabor e aroma da manteiga o que achei ser perfeita para bolos e biscoitos como foi o caso destes:




3 cháv. de farinha
1 cháv. de açúcar amarelo
250 g de vaqueiro sabor a manteiga
1 limão (sumo e raspa)

Ligue o forno e regule-o para os 220 °C
Trabalhe a farinha com o açúcar e a Vaqueiro Sabor a Manteiga em pedaços, no robot de cozinha (ligando-o no botão intermitente) até ter uma areia grossa. Junte sumo e raspa do limão e amasse tudo para ligar. Separe bocadinhos de massa e molde em bolinhas do tamanho de nozes, ou na forma que quiser. Coza no forno durante cerca de 15 minutos. 
Passe os biscoitos ainda quentes por açúcar.



Salada de Quinoa com legumes Assados


Acabadinha de fazer e vai ser o jantar de hoje, são servidos?


Salada de Quinoa com Legumes Assados


1 cháv de quinoa, lavada e escorrida
2 cháv. de caldo de legumes
1 colher de chá de azeite de oliva extra-virgem
1 pitada de flor de sal

Legumes assados
Legumes variados e ao vosso gosto (tomates cereja, courgete, brócolos, cenouras, etc), cortados a gosto
1 c. de sopa de ervas de Provence
2 c. sopa de azeite extra-virgem 2
1 pitada de sal

Molho
Sumo e raspa de 1/2 limão
3 c. sopa de azeite
1 c. sopa de maple syrup
1 c. sopa de vinagre balsãmico
2 dentes de alho picados
Hortelã picada
Sal e pimenta preta moida na altura


Pré-aqueça o forno a 200º C.
Envolva todos os legumes com os temperos assim como o azeite e o sal. Leve ao forno por cerca de 30 minutos. (vá mexendo de vez em quando).
Enquanto isso, coza a quinoa levando uma panela ao lume com o caldo e temperada de sal. Deixe ferver, e junte a quinoa. Tape, reduza o lume, e deixe cozinhar por cerca de 20 minutos. Desligue e retire do lume e deixe descansar por cerca de 5 minutos. Mexa com um garfo.
Misture a quinoa com os legumes, junte o molho e envolva bem todos os ingredientes.
Sirva ainda quente ou fria!


Fettuccine com Legumes e Salmão Teriyaki

Um peixe muito apreciado cá em casa e uma receita (embora com ligeiras alterações) desse grande senhor que é o Gordon Ramsay e que vi num dos seus programas. 
Espero que gostem também! 


Lombos de salmão
Marinada:
6 rodelas finas de gengibre fresco
2 dentes de alho laminados
2 c.sopa, de molho de soja
1 c.sopa, de maple syrup
2 c. de azeite
1 c.sopa de vinagre balsâmico
Sal e pimenta preta, moída ma altura




Massa:
Fettuccine (a quantidade vai depender do nº de pessoas a servir)
200 g de brócolos em raminhos
2 cenouras cortadas em esparguete (usei a mandolina da Borner)
1 alho francês em rodelas
150 g de cogumelos laminados







Numa travessa, colocam-se os lombos de salmão, o gengibre e o alho, laminados, o molho de soja, o azeite, o maple syrup e o vinagre balsâmico.Tempera-se com sal e pimenta e tape com uma folha de alumínio. Reserve no frigorífico por algumas horas.
Numa panela com água a ferver e sal, coza a massa até ficar "al dente". Escorra e reserve.
Numa frigideira quente,com um fio de azeite coloca-se o salmão, reservando a marinada.
Cozinha-se cerca de 2 minutos de cada lado até o salmão estar cozinhado e com uma crosta dourada e crocante. Rega-se agora com a marinada e deixa-se, até reduzir para metade, mexendo de vez em quando. Retire e reserve.
Numa frigideira também com um fio de azeite, coloque os cogumelos a saltear. Junte depois os legumes e deixe saltear mais um pouco. Junte a massa reservada e já cozida e envolvem-se bem todos os ingredientes. 
Retire e coloque a massa no prato onde vai servir. juntamente com o salmão.


Mini Panquecas Vegan com Geleia de Maqui Berry e Chia

Hoje de manhã, dei de caras com as panquecas da Teresa do blog "Ovelha Negra" e não lhes resisti.
Anotei a receita, meti os miúdos a colocar a massa e a virar panquecas, e foi  nisto que deu.
Não ficaram tão lindas como as da Teresa (talvez devido à alteração de ingredientes que fiz, em relação à receita original dela), mas deliciosas estavam garanto-vos!
Para cobrir e acompanhar, achei que a geleia de maqui berry acabada de fazer, era a melhor opção.
Resultado... todos adoraram!.



Eu adaptei a receita ligeiramente, no que toca aos ingredientes:





1 c. de sopa de linhaça e Goji moída Linwoods
2 c. de água
6 c. de sopa de farinha de aveia moída (usei da ALARA)
2 c. de sopa de farinha sem glutém
1 colher de sopa de manteiga de amêndoa Myprotein
1 c. de sopa de Maple Syrup
120 ml de leite vegetal (usei bebida de Arroz e Avelã Joya da OrigensBio)




Numa taça, mistura-se a linhaça com a água e deixa-se repousar por 5 a 10 minutos, até se obter uma mistura gelatinosa. Adiciona-se a manteiga de amêndoa, o maple syrup, e mistura-se bem. 
Por fim, envolvem-se as farinhas e  deixa-se a massa descansar por 5 minutos.
Aquece-se uma frigideira anti-aderente, e cozinham-se as panquecas.
Servir com a geleia de Maqui Berry (opcional)




Geleia de Maqui Berry e Chia



½ cháv. de sumo de maçã
2 c. de sopa de Maqui Berry em pó da OXnature
2 c. de sopa de sementes de Chia
2 c. de sopa de Maple Syrup    
1 colher de sopa de sumo de limão

Misture as sementes de chia com o sumo de maçã, numa tigela. Reserve por cerca de 30 minutos, mexendo de vez em quando. Assim que a chia tenha criado um gel, misture o pó de maqui berry, o sumo de limão e o maple syrup.
Deixe a mistura repousar por mais 30 minutos, antes de servir.

Dica: manter em recipiente hermético  fechado e no frigorífico, até no máximo 2 semanas.




Espero que gostem e aproveito para vos deixar o convite, para passarem pelo maravilhoso blog

Creme de Pastinaca com Cogumelos

A pastinaca (na foto), é também conhecida como cherovia. Uma raiz, consumida geralmente cozida, frita ou assada, embora também possa ser consumida crua. Parecem-se com cenouras brancas, embora existam algumas, cujas raízes têm uma forma mais arredondada e o seu sabor é bem mais intenso que o da cenoura..
Muito cultivada na Europa em tempos antigos, o seu cultivo perdeu no entanto a importância com a introdução do cultivo da batata. Foi também utilizada como fonte de açúcar na Europa, isto antes do cultivo da beterraba e da cana-de-açúcar. Rica em potássio, é também uma excelente fonte de ferro, magnésio e cálcio, fibras e vitaminas A e E.

Hoje é a rainha deste creme delicioso:






1 pastinaca grande
Suco de ½ limão
3 colheres de sopa de azeite
2 chalotas
1 cálice de vinho branco
4 cháv. de caldo de galinha ou de legumes
1 cháv. de cogumelos, laminados
Sal e pimenta a gosto










Descasque a pastinaca em pedaços e regue com o sumo de limão.
Aqueça um pouco de azeite e leve as chalotas a saltear. Assim que dourar junta a pastinaca. Refogue por um minuto e adicione o vinho branco. Deixe reduzir um pouco.
Adicione o caldo de galinha ou de legumes, e deixe ferver em lume baixo até que a pastinaca fique cozida.
Nesse meio tempo, leve uma frigideira ao lume com um pouco de manteiga e leve os cogumelos a alourar até ficarem dourados e crocantes. Tempere de sal e pimenta.
Triture a sopa até ficar homogénea, despeje em tigelas e cubra com os cogumelos.
Adicione um pouco de salsa fresca picada.