Pin It button on image hover

Tarte Grega/Galaktoboureko

Quando vi esta tarte grega no Aliter Dulcia, da Isabel Perez,fiquei de imediato enamorada e sabia que a tinha que fazer, o mais rapidamente possível.
Há milhares de receitas pela net e por cá, vi-a mais recentemente, no maravilhoso blog da São o Rapa Tachos  e em que ficou também linda e tentadora.
Mas como disse, segui a receita do Aliter Dulcia fazendo apenas pequenos ajustes e alterações como por exemplo na calda, pois usei maple syrup, e coloquei também uma cobertura de chocolate, para lhe dar um toque diferente mas não menos delicioso, o que tornou esta tarte ainda mais gulosa.

Acreditem que nem foi preciso haver um dia especial para a fazer, e eis aqui então esta sobremesa maravilhosa e que em breve tenho de fazer de novo...








8 folhas de massa filo
Manteiga q.b., para pincelar a massa
1/2 litro de leite
60 g. de manteiga
Sumo e raspa de meia laranja
100 g de sêmola de trigo/semolina
180 g de açúcar
3 ovos

Cobertura:
Maple Syrup q,b.
Dulci Brilho de Chocolate Dulcis







Numa panela, aqueça o leite em lume baixo, por cerca de 3 minutos, mexendo a cada minuto.
Adicione depois o açúcar, a farinha de sêmola e a manteiga. Continue a mexer, até engrossar ligeiramente. Retire e deixe arrefecer um pouco.
Numa outra tigela, bata os ovos e misture um pouco do creme  reservado.
Despeje a mistura para a panela junto com o restante creme e leve de novo ao lume mexendo sempre, por 2/3 minutos.
Retire do lume e junte então as raspas e o sumo da laranja, até tudo ficar bem envolvido.

Forre a forma untada, com 5 folhas de massa filo, cada uma delas pincelada com manteiga. Una-as e cole-as bem, ao redor e fundo da forma. Coloque o creme reservado e sobre o creme, as bordas da massa (com cuidado para não afundarem).
Com as restantes folhas, faça círculos de modo a cobrirem a superfície da forma e unte-as também com manteiga e coloque sobre as outras, unindo bem.
Leve ao forno, por cerca de 30/35 minutos ou até ficar bem douradinha.
Assim que arrefecer completamente, pincele toda a massa com o maple syrup e de seguida cubra a superfície com o Dulcibrilho de Chocolate da Dulcis.





Sirva a tarte bem fresquinha e delicie-se a si e aos seus!
Beijinho e um doce fim de semana!

Docinhos de leite

Adoro, e são uma perdição estes docinhos!







700 ml leite
50 g manteiga amolecida
5 ovos
300 g açúcar 
100 g farinha
1 c. sopa de amido de milho
1 pitada de canela








Pré-aqueça o forno a 180º C.
Aqueça o leite, até este querer levantar fervura. Reserve.
Envolva o açúcar com as farinhas, a canela e a manteiga amolecida. Aos poucos, vá acrescentando os ovos, um a um e de seguida o leite em fio. 
Bater bem e deitar nas forminhas, previamente, untadas com manteiga. 
Leve ao forno por cerca de 30/35 minutos, colocando a forma num tabuleiro com água, para cozerem em banho-maria e até ficarem douradinhas.
Desenformar, apenas quando arrefecerem.

Beijinho e uma feliz Quinta-feira!

Sumo de Romã/Chufamix



Como já vos tenho dito, através de outras partilhas, já não passo sem o meu Chufamix,
Desta vez foi para fazer um delicioso sumo de romãs.
Tinha trazido bastantes da aldeia dos sogros e o que antes parecia difícil, passou a ser fácil usando este pratico espremedor não eléctrico.







Romãs (só os bagos)
Chufamix






Comece por descascar as romãs. eu uso a técnica de as descascar debaixo de água fria: cortar as romãs em quartos e abrir. Mergulhe depois na água, enquanto vai descolando os bagos. Estes vão-se depositando no fundo da taça.
Coloque agora os bagos dentro do vaso filtrante do chufamix e com a varinha mágica triture, subindo e baixando a lâmina. O sumo vai libertar-se de imediato mas depois levante ligeiramente o vaso e com a ajuda do pilão esprema bem de modo a sair todo o sumo.


Fica completamente filtrado pelo que está pronto a beber.




Podem ver aqui neste esquema abaixo como funciona o chufamix para outras utilizações:






Com ele podem preparar de forma rápida e muito pratica, bebidas de frutos secos, bebidas vegetais de cereais e sementes, batidos de frutos, cocktails, sumos vegetais... tudo da natureza directamente para o nosso copo.


Bulgur com Legumes na Frigideira

Existem dias, em que o tempo é de facto muito pouco para cozinhar, mas isso não quer dizer que faça coisas menos saudáveis ou menos deliciosas e reconfortantes.
É o caso da receita que partilho hoje, que se fez num instante e soube muito bem...





1 cháv. de Bulgur, previamente cozido conforme as instruções da embalagem
Mistura de vegetais a gosto, frescos ou congelados (eu usei uma mistura congelada)
200 g de cogumelos, laminados
Sal e pimenta a gosto





Numa frigideira com um fio de azeite, leve a saltear os cogumelos com dois dentes de alho laminados. Assim que estiverem bem dourados, junte os legumes que escolheu ou mistura congelada.
Quando estiverem quase no ponto junte o bulgur, previamente cozido, e envolva bem na mistura.
Tempere de sal e pimenta, e sirva de imediato.



Mousse Rápida de Requeijão com Chocolate e Castanhas

Quase que falhava mais um evento, Dia Um...Na Cozinha! mas aqui estou, mesmo que quase em cima da hora.
O tema deste mês e o convite, era o de preparar uma iguaria com castanhas. 
Pensei primeiro num pão, depois num prato salgado mas finalmente decidi-me por uma sobremesa. Faz-se num instante, leva poucos ingredientes e resulta numa mousse fantástica, deliciosa e de sabor inesquecível, com o travo das avelãs e chocolate e a cremosidade que lhe confere a castanha e o requeijão.
Espero mesmo que experimentem esta iguaria!







100 g de castanhas (puré)
1 requeijão de vaca Tété
50 g de açúcar
200 g de Dulcicreme Choc´Avelãs








Comece por cozer as castanhas, colocando-as em água a ferver com uma casca de limão.
Depois de cozidas descasque, limpe de peles e reduza-as a puré de modo a perfazer 100 gramas.






Com um garfo, desfaça ligeiramente o requeijão.
Coloque-o depois na taça da batedeira e bata-o bem com o açúcar. 
Aos poucos,  junte agora colheradas de Dulcicreme Choc´Avelãs.
Assim que obtiver uma mistura bem consistente e cremosa, coloque a mousse em tacinhas.
(Eu auxiliei-me de um saco de pasteleiro). 
Leve ao frio e, imediatamente antes de servir, decore com raspas de chocolate.