Pin It button on image hover

Queijada de Sintra

Quando olhei para esta receita no blog da Raquel "O Meu Report...culinário", sabia que não podia demorar muito para a fazer. Sempre que vou a Sintra tenho de comer e levar para oferta, os famosos pasteis e estas deliciosas queijadinhas. Fiquem e anotem, esta receita pois é de facto fantástica e muito simples.
E mesmo sendo feita em casa, não fica nada atrás das que compramos, naquela linda vila do nosso País.
Vamos para a cozinha?





Massa:
200 g farinha
100 g água
1 pitada de sal

Recheio:
400 g queijo fresco (2 grandes)
200 g açúcar
6 gemas
60 g de farinha
Raspa de meio limão (acrescentei eu)
1 c. de sobremesa, de canela em pó




Colocar na taça da Cuisine Companion com a lâmina amassar/triturar, a farinha a água e o sal, e seleccionar o programa massas P1.
Retire e envolva a massa em película aderente Reserve no frigorífico por cerca de 2 horas.

Pré-aqueça o forno a 180ºC.
Lave a taça e a lâmina e coloque-a novamente. Deite o queijo, o açúcar, as gemas, a farinha, as raspas de limão e a canela. Envolva programando 30 seg./Vel 8.

Numa superfície polvilhada com farinha, estenda a massa finamente, usando um rolo de cozinha. Unte uma tarteira de fundo amovível, forre-a com a massa e por cima deite o recheio. Leve ao forno, por cerca de 35 minutos.

Um doce fim de semana!

Sopa de Abóbora e Beldroegas

Com um saco enorme de beldroegas para gastar, há que arranjar formas de lhe dar uso para além das saladas, como a que trouxe aqui ontem e de que agora não prescindimos.

"Esta planta, profundamente enraizada no Sul do País (sobretudo no Algarve e Alentejo), era usada com frequência na alimentação por gerações anteriores, mas actualmente ameaça cair em desuso. O que poucos sabem é que, se for consumida diariamente em saladas, sopas ou guisados – defende a coordenadora do Laboratório de Química dos Alimentos, Isabel Saraiva de Carvalho, “pode prevenir o colesterol e a diabetes”. “A beldroega é a planta terrestre mais rica em ácidos gordos omega 3”, refere a professora auxiliar da UALG, que explica a necessidade de haver um equilíbrio entre o consumo de omega 6 e de omega 3, o que não acontece na alimentação actual. “Esta planta tem uma espécie de sistema alternativo. O omega 6 é a gordura que vem, por exemplo, do azeite e é extremamente benéfico, ninguém duvida. Trata-se de uma gordura poliinsaturada. Mas a questão, e é isso que tentamos provar, é que o consumo do omega 6 por si só não é solução. É o balanço dos dois (omega3 e 6) que importa”, defende. Este óleo essencial também está presente no peixe de água fria, mas a planta é mais fácil de consumir, na forma de saladas, chás ou sopas. “Acreditamos que este consumo é importante para que o balanço entre o omega 6 e o omega 3 volte a ser equilibrado. O omega 3 ficou esquecido”, diz a investigadora que, há quatro anos, e na sequência de um rastreio feito a outras plantas, como o espinafre ou o agrião, percebeu que “a beldroega tem valores muito superiores”. "É BENÉFICA PARA A SAÚDE E SABE BEM"
Texto retirado daqui

Por tudo isto. acho que é mais que justo trazer aqui para o blogue, receitas tendo como um dos ingredientes principais a Beldroega.
Espero que gostem da receita de hoje:

Sopa de Abóbora e Beldroegas




200 g de abóbora, em cubos
1 mão cheia de ramos de beldroegas
1 nabo, em cubos
2 cenouras, ás rodelas
1 cebola, em cubos
Azeite e sal q.b.

Guarnição:
2 c. sopa de queijo feta, esfarelado
Sementes de Abóbora 

Acessórios:
Tampa-Flor (anti-derrame em silicone, para cozinhar a vapor, evita salpicos na frigideira, no forno e no microondas. A tampa universal)










Leve ao lume a cozer, a abóbora, o nabo, as cenouras e a cebola, tudo cortado em cubos. Tempere de sal e tape com a tampa-flor da Kochblume (com ela colocada terá a certeza de que ao ferver esta não irá derramar e sujar o fogão, o que é bastante chato).



A 5 minutos do fim, coloque sobre a tampa-flor as beldroegas, e tape para que estas cozam ao vapor.
Triture a sopa até ficar em puré junte os raminhos de beldroegas e sirva, guarnecendo com as sementes de abóbora e queijo feta esfarelado.


Beijinho e uma Feliz Sexta-feira!

Salada de Couve e Beldroegas

Adoro saladas frescas e coloridas e, desde que tenho a minha Vitamin Saver da Borner , de que já vos falei AQUI  posso tê-las agora sempre à mão, sem perderem a frescura, qualidades nutricionais (graças ao seu simples fecho em vácuo) e claro: prontinhas a comer.


tábua Gradirripas

Vitamin Saver é composta por uma saladeira com uma tampa em vácuo, uma grelha para escorrer a agua e um adaptador para as mandolinas V1,V3,V5 e acessórios Power Line .


Com podem ver, com esta saladeira nunca foi tão fácil cortar e armazenar os nossos legumes e juntar outros que queiramos, mesmo sem corte, como foi o caso do tomate pêra que deixei inteiro e os raminhos de beldroegas. Depois é só manter no frio, até à hora de servir.






2 cenouras
1 couve roxa
1 couve coração
100 g de tomate pêra
Raminhos de beldroegas
1 alface baby
1 cebola roxa
Nozes, passas e sementes a gosto

Para o molho:
1 iogurte grego
2 c. de sopa de sumo de limão
1 c. de chá de mostarda
1 c. de chá de creme balsâmico Ponti
1 pitada de Tasbasco (a gosto)
Salsa picada
Sal e pimenta






Com a mandolina V3 da Borner, rale finamente as couves, a alface e a cebola roxa. Com o ralador vegetariano, corte a cenoura em fios.
Junte o tomate cereja e raminhos de beldroegas e envolva tudo.

Taça by Oficina da Formiga

Sirva a salada com as nozes, passas e sementes e regue com o molho (depois de envolver bem todos os ingredientes). A que sobrar, reserve no frigorífico, dentro da sua Vitamin Saver.

Deliciem-se!

























Beijinho e uma feliz Quinta-feira!

Sorvete de Cenoura

Este sorvete é um autentico vicio, de tão bom e tão bem que sabe. E acreditem, ninguém vai acreditar que é de cenoura.... Convenci-vos? Então venham daí e refresquem-se com esta delicia!






5 cenouras pequenas, descascadas e em rodelas
Sumo de 3 limões pequenos
2 cháv. de água (onde cozeu as cenouras)
1 cháv. de açúcar
1 casca de limão
1 cm de gengibre (tamanho de uma unha)
1 c. sopa de óleo de milho ou azeite
1 pitada de sal

Acessório:
Liquidificadora Faciclic Maxi Moulinex





Coza as cenouras, cobertas com água, por cerca de 10 minutos. Retire, escorra-as e deixe que arrefeçam.
Da água onde cozeu a cenoura, reserve duas chávenas e dissolva nela o açúcar. Aromatize com a casca de um limão e reserve, até arrefecer por completo.
Coloque na liquidificadora a água açucarada e a casca de limão, o sumo de limão, o gengibre, as cenouras o azeite ou xarope de milho, e a pitada de sal . Triture até ficar uma mistura bem homogénea.
Despeje para um recipiente que possa levar ao congelador, e guarde por pelo menos 4 a 5 horas.

Beijinho e uma Feliz Quarta-feira!

Lombo de Porco com Ananás e Molho Agridoce

A sugestão de hoje é uma receita elaborada para a Juice at Home, uma marca que tem como objectivo oferecer uma gama variada de Giftbox para todos os gostos e que primam pela qualidade, requinte e apresentação dos seus produtos.
"Juice at Home reflete a cultura Portuguesa e a sua gastronomia gourmet, produtos extraordinários e únicos que pretendem surpreender a sua vida!
Inspire-se na criteriosa seleção que escolhemos para si, numa Gift Box e surpreenda quem mais gosta. O “sumo” de Portugal para ser entregue em sua casa ou num lugar secreto! Selecione e nós entregamos em 48h.
Tudo numa plataforma única… Presentes especiais para momentos únicos"


Podem visitar o seu site AQUI e conferirem todas as ofertas que a marca tem para oferecer.



Mas vamos à receita?

Lombo de Porco com Ananás e Molho Agridoce





½ cháv. de molho de soja Kikkoman
2 c. sopa de açúcar mascavado
2 c. sopa de ketchup
1 lata de ananás (incluindo o líquido)
1 c. sopa de mostarda de Dijon
2 c. sopa de sopa de vinagre de Vinho Branco
Sal e pimenta q.b.
3 c. sopa de azeite
1 lombo de Porco
½ chávena de água fria + 2 colheres de sopa de amido de milho
Puré de batata, para acompanhar








Comece por temperar e untar o lombo de porco, com as ervas, sal, pimenta e o azeite. Reserve por algumas horas.
Dê alguns golpes fatiando-o e no meio, coloque algumas rodelas de ananás. Leve ao forno a assar  até ficar no ponto.
Misture o molho de soja, com o açúcar mascavado, o  ketchup, a maionese, parte do liquido da lata de ananás, o vinagre e o alho picado. Dissolva na água fria o amido de milho até este ficar dissolvido. Junte  a mistura ao molho de soja..
Leve ao lume numa frigideira o molho, mexendo sempre, até este engrossar. Retire e reserve.
Sirva o lombo com as rodelas de ananás, o puré de batata e cubra com o molho e coentros picados.

Beijinho e uma feliz Terça-feira!

Abacate no Forno com Ovos e Pimentos

Adoro abacate, sobretudo em mousses e em saladas. Desta vez, optei por fazer uma deliciosa entrada e ficou maravilhosa, deliciando quem provou...





1 abacate maduro
Rodelas finas, de cebola vermelha.
Tiras de pimento vermelho, assado
2 ovos
Sal e pimenta q.b.
Tabasco q.b.

Acessórios:
Cortador de legumes Borner





Pré-aqueça o forno a 180 ° C.
Corte o abacate ao meio. Retire o caroço e um pouco da sua polpa de modo a criar um buraco perfeito. Deite nele a clara e reserve a gemas inteiras, cobertas com um pouco de água.
Com a ajuda do cortador de legumes Borner, laminar as cebolas, finamente.


Adicione as rodelas de cebola e o pimento, à volta da clara e tempere de sal e pimenta..
Coloque as metades de abacate envolvidas em folha de alumínio e leve ao forno por 15 minutos.
 Ao fim desse tempo, coloque no meio as gemas, uma em cada metade, leve de novo ao forno por mais 5 minutos.
Sirva de imediato, polvilhado com salsa picada e um pouco de tabasco.


Nota: Vi esta receita num site mas, para grande pena minha, já não me lembro qual.

Beijinho e boa semana!!