Pin It button on image hover

Gelatina de Morangos e Leite Condensado

Uma sobremesa fresquinha e deliciosa, é a proposta que vos deixo hoje...



3 copos de morangos frescos
    1 cháv. de água
    1 lata de leite condensado
    160 ml. de água fria
    4 c. sopa de gelatina neutra em pó Vahiné

      Acessórios:
      Liquidificadora Faciclic da Moulinex





Coloque os morangos na liquidificadora (reserve alguns para a decoração), juntamente com a chávena de água e triture por cerca de um minuto.


Adicione o leite condensado e bata novamente, até ficar tudo bem misturado.
À parte, polvilhe a gelatina em pó sobre a água fria e leve depois ao lume até esta se dissolver.
Numa taça, coloque a mistura de leite condensado e morangos e junte a gelatina envolvendo bem todos os ingredientes.



Despeje numa taça de servir ou tacinhas, e leve ao frigorífico até solidificar.
Desenforme e decore com os morangos reservados.













Beijinho e bom fim de semana!

Pataniscas de Bacalhau (as melhores que já comi)

É caso para dizer que esta foi uma Deliciosa Paparoca , blog de onde retirei a receita ,e que posso aqui garantir, que foi das melhores pataniscas que comi até hoje. Obrigada à Susana que as publicou no seu blog, e um bem haja à sua mãe, que com ela partilhou o segredo destas pequenas maravilhas.
Ficam tão deliciosas, que mais parecem nuvens, de tão leves e fofas.
Experimentem também e não deixem de passar pelo blog da Susana a quem daqui mando, um grande beijinho e agradecer pela receita de sucesso que a todos deliciou.





2 postas de bacalhau médias a grandes
1 cebola média, picada
4 ovos
16 colheres de sopa de farinha (ajustável)
2 c. de chá, de fermento em pó
1 raminho de salsa, picada
Sal e pimenta qb
Óleo para fritar



Cozer o bacalhau, e reservar cerca de 2,5 dl da água de cozedura, deixando-a arrefecer. Desfiar em lascas grossas o bacalhau e reservar.
Depois de fria a água, junte a farinha e mexa de modo a dissolver muito bem e ficar sem grumos e até obter um polme nem muito espesso nem muito líquido (tipo papinha de bebé) como diz a querida Susana. Junta-se depois ao polme, as gemas, as lascas grossas de bacalhau, a cebola e a salsa, picadas. Temperar de sal e pimenta a gosto.
Bata entretanto as claras em castelo juntamente com o fermento e envolva-as delicadamente no preparado.
Deite colheradas grandes de massa no óleo quente e frite até estar douradinhas de ambos os lados.
Acompanhei com arroz de tomate e feijão manteiga. 


Beijinho e uma feliz Quinta-feira!!

Frango no Forno em Marinada de Limão e Ervas de Provence

Uma sugestão muito simples, pratica e acessível o que não a torna menos deliciosa e suculenta...
E não se assustem de levar este franguinho ao forno a assar. Com a tampa-flor da Kochblume, feita de silicone 100% alimentar e resistente até 300º C, não há salpicos nem gordura, nas paredes do forno...






1 frango grande, cortado em pedaços
½ cháv. de azeite extra virgem
3 c. chá de creme de vinagre balsâmico Ponti
2 c. sopa de molho de soja Kikkoman
Sumo de 2 limões
3 c. de chá de ervas de provence Margão
1 pitada de sal e pimenta preta, moída na hora
2 dentes de alho laminados
1 c. sopa de salsa picada
Rodelas de limão q.b.

Acessórios:
Tampa-flor da Kochblume (tampa universal, antiderrame em silicone, para cozinhar a vapor e evitar os salpicos na frigideira, no forno e no microondas.)





Corte o frango em pedaços e deixe-o a marinar, envolvendo-o bem nos temperos, por pelo menos 3 a 4 horas.


Pré-aqueça o forno a 220º C.
Forre uma assadeira com papel alumínio ou vegetal.. Espalhe o frango, as batatas e as rodelas de limão pela assadeira e cubra com a tampa-flor, evitando assim, qualquer tipo de salpicos no seu forno.
Leve  a assar, por cerca de 30 minutos e depois disso, vire as peças de frango do outro lado e cozinhe por mais 5 minutos, para que ganhem também um tom dourado.



Desligue o forno, e deixe o assado a repousar lá dentro, por pelo menos mais 5 minutos.
Sirva com a salsa picada, as rodelas de limão, a batata e uma salada de rúcula.


Beijinho e bom apetite!

Gaspacho com Beldroegas e Queijo Feta

Já tenho aqui algumas receitas desta deliciosa sopa fria: aqui e aqui . E, sendo eu alentejana e com este calor que se tem feito sentir, confesso que é o que mais me apetece. Esta , é só mais uma outra versão que experimentei um dia destes...







Pão duro, de preferência tipo alentejano
4 tomates maduros
3 dentes de alho
1 pimento sem sementes, em cubos
1 cháv. de raminhos de beldroegas
1 pepino, descascado e cortado em cubos
1 cebola roxa, em cubos
4 c. sopa de azeite
4 c. sopa de vinagre
2 ou 3 gotas de tabasco (opcional)
Q.b. de água gelada
1 c. sopa de orégãos secos
Sal e pimenta
5 ou 6 pedras de gelo









Num almofariz, coloque os dentes de alho, uma boa pitada de sal grosso e pisar. Junte um dos tomates, sem peles e sementes e pise também, até obter uma pasta grossa. Reserve.
Bata o azeite com o vinagre, os oregãos e o tabasco e tempere com um pouco de pimenta, moída na hora.
Na tigela onde vai servir a sopa, coloque a pasta de alhos e tomate. Por cima, a mistura de azeite e vinagre e mexa bem. Junte os cubos de cebola roxa, tomate, pepino e o pimento e deite tudo para a tigela, juntamente com os raminhos de beldroegas.
Cobrir com a água fria e as pedras de gelo e misturar todos os ingredientes. Rectifique de sal e reserve no frigorífico, até ao momento de servir.
Acompanhe o gaspacho com o pão e o queijo feta, cortados em cubos.

Beijinho e boa semana!