Pin It button on image hover

Pudim de Café/ Cuisine Companion

Mais um pudim incrivelmente delicioso. Perfeito para aqueles que são amantes de café!!
Ligue já a sua Cuisine Companion e vamos lá fazer esta delícia...

 



6 ovos
2 gemas
1 lata de leite condensado
1 medida ( da lata de leite condensado), de café forte
2 c. sopa de leite em pó (opcional)

Acessórios:
Cuisine Companion




Forre uma forma de pudim com o caramelo liquido. Reserve.
Na taça da cuisine companion com o acessório batedor, deite os ovos, as gemas e o leite condensado e misture por 1 min/Vel.7. Junte o café o leite em pó e misture por mais 40 segundos, na mesma velocidade. 
Encha a forma caramelizada com o preparado e cubra-a com película aderente.
Lave a taça e deite 0,7 L de água fria, sem qualquer acessório. Feche a tampa e coloque a panela de vapor com a forma do pudim. Seleccione o programa de vapor P1, 30 minutos.
Retire e deixe arrefecer bem antes de o desenformar. Leve ao frigorífico, até ser hora de servir.



Inspirado AQUI

Massa com Rúcula e Dióspiros Assados

Uma receita deliciosa de inspiração outonal, e onde o dióspiro faz toda a diferença....




2 dióspiros firmes, descascados e cortados em cubos
1 c. de chá de tomilho
1 c. de sopa de azeite
2 c. sopa de manteiga sem sal
1 cebola, picada
2 cháv. de folhas de rúcula
1 cháv. de queijo cheddar, ralado
3 c. de sopa de queijo Grana Padano Galbani, ralado
Sal e pimenta a gosto








Pre-aqueça o forno a 180ºC.
Coloque numa assadeira, o dióspiro em cubos, tempere de sal. pimenta e as folhas de tomilho.
Leve ao forno a assar, por cerca de 30 minutos. Retire e reserve.


Coza a massa "al dente" ou de acordo com as instruções da embalagem. Retire e escorra, reservando uma cháv. da água da cozedura.
Numa frigideira, derreta a manteiga e adicione a cebola picada. Refogue até ficar dourada e translúcida.
Junte a rúcula e deixe que esta murche um pouco e retire do lume. Junte o queijo ralado, o dióspiro e a massa. Se necessário, junte um pouco da água da cozedura da massa, que havia reservado ( 1 colher de sopa de cada vez, até que a massa fique a seu gosto).
Sirva de imediato com o Grana Padano, ralado.





Beijinho e um bom fim de semana!

Barra de Chocolate com Frutos Secos


Dia um de Dezembro, dia de mais um evento "Dia Um...Na Cozinha" e neste feriado em que começa a contagem decrescente para o Natal, trago-vos esta tablete de chocolate personalizada e que acho ser um presente que vai agradar e deliciar quem a receber.
Ora esse, era precisamente o tema deste mês "Deliciosas Prendas de Natal" .
Espero que gostem da minha sugestão






200 g de chocolate Nestlé, vosso gosto
Mistura de frutos secos Frutorra ( amêndoas, nozes, avelãs e cajus) q.b
Passas e figos secos q.b Frutorra
Podem usar outros a vosso gosto
Coco para polvilhar








Leve o chocolate  a derreter em banho-maria. Junte os frutos secos passas e figos cortados em pedaços, distribuindo-os de forma uniforme.


Por cima polvilhe com o coco ralado. Deixe arrefecer e solidificar, levando ao frigorífico.
Faça um embrulho a seu gosto e, embora simples quem o receber tenho a certeza vai adorar este presente....


Bom feriado e cá vos espero amanhã!

Frango com Tangerina

Suculento e delicioso é o que posso dizer deste frango...


Prato de Esmalte Mimocook




600 g de tiras ou cubos de peito de frango
3 tangerinas
1 alho francês (parte branca)
5 c. de sopa, de molho de soja Kikkoman
2 c. sopa de óleo de coco
Coentros q.b, picados Aromáticas Vivas









Descasque as tangerinas tirando-lhe as peles e as sementes. Reserve.
Num wok, coloque o óleo de coco e adicione as tiras de frango. Frite até dourarem (por 3 a 4 minutos), mexendo sempre. Retire para um prato e reserve.
No mesmo wok (se necessário junte um pouco mais de óleo), deite agora o alho francês ás rodelas e deixe que frite por cerca de 1 minuto. Adicione o molho de soja e junte novamente o frango.
Envolva bem todos os ingredientes e finalmente junte os gomos de tangerina.
Retire do lume e sirva de imediato, polvilhado com coentros e acompanhado de arroz branco.

Nota: Para o óleo de coco e os mais variados produtos, visitem e encomendem na loja online da Glood ou visitem a sua página de facebook.

Rosti com Ovo Escalfado e Poejos


Esta é uma receita tradicional da culinária suíça,mais propriamente do Cantão de Berna e está profundamente enraizado na cultura germano-suíça. Rösti significa literalmente "crocante e dourada" e consiste num prato de batatas que, depois de raladas são salteadas e levadas ao forno, até ficarem precisamente crocantes e douradas.
A receita que vos trago hoje é uma versão simples,  mas que resulta num prato delicioso de exterior bem crocante e um interior bem macio e amanteigado. Aposto que vão adorar!!





700 g de batatas (usei batata normal e batata doce)
2 chalotas, finamente picadas
1 c. sopa de mostarda
2 c. de sopa de poejos picados Aromáticas Vivas 
1 pitada de sal e pimenta caiena
2 c. de sopa de óleo ou azeite
4 ovos, à temperatura ambiente
50 g de folhas de espinafre 

Acessórios:
Ralador Rosti da Borner








Pré-aqueça o forno a 200 °C.
Descasque as batatas e rale-as com o ralador rosti da Borner.



Coloque-as sobre uma peneira e aperte firmemente para remover todo o excesso de líquido.
Coloque depois as batatas numa tigela grande e junte as chalotas picadas, a mostarda, os poejos picados e tempere a gosto, com sal e a pimenta caiena. Regue com uma c. sopa de azeite e envolva bem todos os ingredientes.
Numa frigideira anti-aderente, coloque o restante azeite ou óleo, e deixe aquecer bem.
Deite colheradas de batata e pressione suavemente, de modo a obter uma camada uniforme
Reduza o lume e cozinhe por 20 minutos ou até a base ficar dourada. Transfira a frigideira para o forno e deixe cozinhar por mais 15 minutos, ou até que o topo esteja também ele dourado e a batata crocante mas macia.
Entretanto, leve ao lume uma panela com água até esta ferver e coloque os ovos para escalfar (3 a 4 minutos).
Coloque o rosti num prato de servir, por cima coloque o ovo escalfado e sirva com as folhas de espinafre.

Rabanadas e....a Diva Popota!


Ela é aquilo a que eu chamo de uma "diva" e a verdadeira lenda Pop do Natal 


Ela canta, ela dança (vejam o vídeo abaixo, e conheçam o pouco mais da sua história):




E a POPOTA,ainda vos reserva um passatempo, participem!


Mas ela não é só isso, descobri também, que é uma maravilhosa cozinheira...


Este fim de semana, ao folhear com os filhotes, o seu livro de receitas dedicadas ao Natal, todos nos encantámos pelas suas rabanadas (fatias douradas) e logo todos pediram que eu as reproduzisse.
Pois aqui estão, as fatias douradas da Popota:





10 fatias de pão de cacete, endurecido (com 2 a 3 dias)
Leite q.b.
3 ovos bem batidos
Uma mistura de açúcar (cerca de 8 a 10 colheres), com 1 colher de sopa de canela em pó Margão





Embeba as fatias de pão no leite e passe-as de seguida pelos ovos batidos.
Frite-as em óleo quente, até o pão dourar de ambos os lados.
Retire e ao mesmo tempo vá colocando as rabanadas sobre papel absorvente.
Finalmente, passe-as pela mistura de açúcar e canela.



Foi um lanche de domingo, já com cheiro a Natal...